Obras no Morenão devem ser concluídas ainda este ano

A recuperação do estádio Morenão segue em ritmo normal, 20 dias após o início das obras. As 4 mil cadeiras do lance superior das arquibancadas estão sendo lavadas e vão receber nova pintura. Os corredores de acesso vão ganhando sinalização para que os torcedores não sentem nem bloqueiem a passagem. A grade de proteção entre o fosso e o gramado começou a ser colocada. Já a entrada do estádio e as escadas estão ganhando corrimãos. As saídas contam com novas placas de sinalização e luzes de emergência.

A grade de proteção na arquibancada superior já está pronta. A proteção anterior, que tinha 60 centímetros de altura, agora passa a ter 1,10 metro. A barreira evita que o torcedor caia acidentalmente ou passe para a arquibancada inferior.

Como o cronograma inicial não sofreu alterações, a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) estima que até o fim de dezembro o serviço esteja concluído. Após a reforma, devem estar disponíveis 4 mil cadeiras e 12 mil lugares na arquibancada coberta. O próximo passo será solicitar novos laudos e pedir autorização ao Ministério Público Estadual para autorizar a reabertura do estádio, visando o Campeonato Sul-Mato-Grossense.

A pedido da FFMS, um representante do Corpo de Bombeiros acompanha a obra.

– As obras, até onde nós vimos, estão sendo feitas de acordo com o que está previsto na regulamentação – diz o coronel Romero Inácio de Souza.

Mais reformas
Não é só a arquibancada que merece atenção. O campo de jogo também necessita de cuidados. O gramado terá de ser revitalizado, e as marcações terão de ser refeitas de acordo com o padrão Fifa (105 x 68 metros). Outra adequação necessária é com relação às traves, que estão fora da medida correta (7,32 x 2,44 metros). Além disso, a falta de irrigação compromete a qualidade do gramado a longo prazo.

O estádio Morenão está fechado para o esporte desde setembro de 2014, devido a uma recomendação do Ministério Público estadual. Em outubro, um acordo entre Governo do Estado, FFMS e UFMS permitiu que o estádio recebesse reformas visando sua liberação para o Campeonato Sul-Mato-Grossense em 2017.