O destaque da mulher na sociedade moderna, suas conquistas e sucesso

Mulheres de Campo Grande são representadas através da caridade, empreendedorismo e liderança

Hoje (08) dia Internacional da Mulher, data celebrada pelas conquistas sociais, políticas e econômicas ao longo dos anos, sempre vêm recheada de boas surpresas. Desta vez uma matéria especial do Tabloide Mato Grosso do Sul, para homenagear todas as mulheres através de três grandes destaques da sociedade campo-grandense. São elas: Sidney Maria Volpe, Jussara Feltrin Moraes e Noeli Deiss.

Depois de muitos anos de discriminação e de várias conquistas femininas, no dia 8 de março de 1857, um grupo de operárias de uma fábrica de tecido, resolveu protestar contra a discriminação salarial e carga horária, desvantajosa em comparação aos homens. A manifestação sofreu uma represália violenta e 130 mulheres morreram carbonizadas, trancadas dentro da fábrica. Após outras inúmeras manifestações em favor das mulheres, em 1975, a ONU fez desta data um marco para homenagear a liberdade conquistada por elas e também para debater o papel da mulher na sociedade atual.

Sidney Maria Volpe

A empresária Sidney Maria Volpe, esposa, mãe e diretora há 20 anos da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande; atua no mercado da moda com as Lojas Maison Volpe e Doce Delírio. “Amo o mundo da moda, dá brilho nos meus olhos, faço com maior energia e com maior amor. Eu tenho certeza que quando uma mulher coloca uma roupa minha, foi a minha energia e meu carinho junto”, declara.

Aos 64 anos Sidney Volpe emerge vitalidade, mesmo com o pé quebrado, sua disposição e energia são as mesmas, não se abate diante dos contratempos. Uma mulher enérgica, forte, vaidosa, humilde e de bem com a vida. “Eu acho chic ser simples e trato as pessoas todas iguais, isso vem do meu perfil familiar”, afirma.

Sidney conta que procura sempre acompanhar as tendências do mercado da moda, participando de feiras, cursos no Brasil e no exterior. Em março do ano passado começou uma pesquisa para conhecer as tendências de Barcelona, Paris, Itália, Chile, Argentina, Índia, Suíça e China a mais fascinante, segundo Volpe.

“Eu me sinto uma mulher de muita sorte, com muita estrela e muito realizada. Mas continuo fazendo cursos, modernizando porque o mundo muda muito rápido, você tem que acompanhar as inovações do mercado”, destaca Sidney Volpe.

Sidney diz que seu sucesso depende dos seus funcionários, uma parceira de anos. “Elas sabem o que eu penso. Graças a essa equipe, posso ter a alegria de fazer minhas pesquisas e elas me dão muito apoio para isso”. Bisneta, neta e filha do mundo da moda, ela conta que seu avô materno era design de sapatos na Itália.

Jussara Feltrin Moraes

Jussara Feltrin Moraes, Presidente da BPW (Associação de Mulheres de Negócios e profissionais de Campo Grande MS) por três gestões consecutivas de 2005 a 2018. Também esposa, mãe de quatro filhos, sendo um casal de gêmeos, administra duas fazendas e duas lavouras nas regiões de Miranda e Terenos MS.

A Presidente da BPW explica como tudo começou: “Sempre fiz tudo com prazer, sempre fiz o que eu gosto de fazer. Considero-me uma boa vendedora, mostrei meu potencial para as outras mulheres e foi assim que recebi o convite para ser Mulher BPW.”

Quem conhece Jussara Moraes não imagina que ela já foi uma mulher submissa.  Uma pessoa muito positiva, forte, alegre, cativante, cheia de energia e líder nata. Os irmãos mais velhos a considera a mãezona da família, a que cuida, resolve e coloca panos quentes.

“A mulher tem que se envolver nos negócios do marido, ter noções básicas de valores, saber negociar”. Em caso de uma doença, separação ou viuvez, ela tem que saber lidar com a situação. “No momento que você casa você está assumindo uma sociedade, então você tem que saber o que seu sócio está fazendo”, orienta a Presidente da BPW.

Jussara diz que o dia a dia é corrido e ela não tem o hábito de parar para descansar. A rotina começa às 6h da manhã e termina às 22h. “Nas fazendas os funcionários me adoram, eles me impulsionam muito, e até nos problemas pessoais me procuram como conselheira. É uma irmandade, eu sinto um calor humano e isso me impulsiona muito. Um ambiente muito agradável e poder levar esclarecimento para essas pessoas e receber em troca é muito prazeroso”.

Noeli Deiss

Noeli Deiss, viúva, mãe de três meninas, empresária no ramo de móveis há 50 anos, proprietária da loja Artecano Móveis e Decorações e Presidente do Projeto Associação Criança Feliz, há 10 anos. O objetivo do projeto é formar o caráter das crianças, ajudarem a construir sonhos, são realizados trabalhos com evangelização e  três vezes por semana oferecem refeições reforçadas, onde são distribuídas marmitas para os outros dias da semana. “Levamos profissionais para ensinar a eles a importância das profissões”, afirma a Presidente Noeli.

São cadastradas no projeto 130 crianças. A maioria mora nas redondezas do lixão e não são criados pelos pais, geralmente por um parente mais próximo. Segundo Noeli, a intenção é criar grandes profissionais, direcioná-los para não se perder nos caminhos da marginalidade.  “Foi Deus que me mandou para lá, eu estou a serviço dele não ao meu.

Noeli podemos chamá-la de anjo das crianças, é uma mulher guerreira, batalhadora, caridosa, líder e muito querida pelas funcionárias da sua empresa. “Tenho uma equipe maravilhosa, posso contar com elas para eu poder executar meus projetos fora”, afirma. Ela que recentemente esteve na África acompanhando um trabalho voluntário onde apadrinha crianças do Projeto Cica. Também participa do projeto de doação de mudas e evangelização em três tribos indígenas. “O objetivo é motivar o plantio e oferecer melhor qualidade de vida”, diz.

A mensagem final da Noeli: “As mulheres tem que se posicionar e resgatar um pouco da essência do passado. Ser mãe, ser submissa, posicionar diante de Deus; uma pessoa que está de joelhos, o lar dela é transformado. É muita liberdade e muitas vezes essa liberdade que ela conquistou, ela acaba se prejudicando porque ela quer ser a dona do pedaço. Não deixa o homem ser a cabeça da casa, onde começa maiores atritos, em alguns casos.  Eu creio que você só é feliz, quando você deixa as outras pessoas felizes”, afirma.

“As mulheres hoje são mulheres de atitude, são mulheres inteligentes. Elas tem um espaço muito bonito no mundo e na vida. Vamos continuar com essa evolução, aconselho vocês mulheres e homens a acompanhar o mundo. Não podemos fechar os olhos para as mudanças”, conclui Volpe.

Jussara finaliza com um recado para ambos : “A mulher tem que reclamar menos, agir mais, fazer acontecer. E a sociedade tem que ser mais humana, carinhosa, dar mais atenção ao outro, não se estressar. Vamos se amar mais, beijar mais, abraçar mais porque a vida passa tão rápido”, argumenta.

Cada entrevistada com sua personalidade e experiência, mas todas elas empreendedoras, líderes, positivas, alegres, inteligentes, humildes, carregam uma paz de espírito fantástica e com o coração aberto para fazer a diferença na sociedade e ser feliz, talvez essa seja a chave para abrir as portas do sucesso!

Mais qual é o papel da mulher na sociedade hoje? Não tem uma resposta padrão para essa pergunta. O papel da mulher na sociedade moderna é o papel que ela quiser atuar. Seja dirigindo ônibus, cuidando dos filhos, administrando sua empresa, fazendo ações de caridade, dando a volta ao mundo ou concluindo uma tese de mestrado; a mulher do século XXI tem autonomia para decidir seu papel.

O desejo do Tabloide Mato Grosso do Sul é  fazer com que sintam-se representadas através das nossas entrevistadas. De uma delas ou porque não todas elas. A mensagem é de carinho, boas vibrações, coragem, sucesso e um brinde de luz a todas as mulheres. Feliz dia das Mulheres!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*