Pré-candidato a presidente, dono da Riachuelo vem a Campo Grande

O pré-candidato do PRB à Presidência, Flávio Rocha, CEO do Grupo Guararapes, que controla as lojas Riachuelo, desembarca em Campo Grande nesta sexta-feira (20) às 15h no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Rocha, que ontem (18) admitiu que seu partido negocia aliança com o MDB, terá um encontro com lideranças regionais por volta das 16h e inicia sua pré-campanha presidencial às 20h com uma palestra para empresários da Capital no auditório do Crea-MS.

Novo e velho na Política

Flávio Rocha apesar de pouco conhecido, já foi deputado federal entre 1987 e 1995 e já tentou disputar a Presidência em 1994 pelo Partido Liberal (hoje DEM).

Rocha acabou desistindo da disputa após escândalo dos bônus eleitorais, que eram títulos emitidos pela Casa da Moeda para os partidos financiarem suas campanhas. Os bônus podiam ser vendidos para arrecadação, mas os papéis acabaram sendo vendidos abaixo do valor original, abrindo caminho para a formação de caixa 2.

O jornal Folha de S. Paulo chegou a comprar 140 mil reais em bônus emitidos para a campanha de Rocha. O jornal pagou na época 70 mil reais pelos papéis, comprovando a fraude. Após o escândalo, o empresário retirou a candidatura e apoiou Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

 

Impeachment

Flávio Rocha foi um dos mais ferrenhos defensores do impeachment de Dilma Rousseff e ajudou a fundar e liderar o Movimento Brasil Livre (MBL) ao lado do estudante Kim Kataguiri.

 

Bom gestor

 

Rocha sempre foi visto como empresário e bom gestor. Sob o seu comando, a Riachuelo inaugurou 209 lojas, dois Teatros Riachuelo (em Natal e no Rio de Janeiro), um escritório na China, uma confecção no Paraguai, o comércio eletrônico da marca, a Midway Financeira e um centro de distribuição em Guarulhos (SP). No ano passado fez a Riachuelo obter lucro líquido de 570 milhões de reais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*